em Portuguêsem outros idiomas

Dicionário de Acordes Cifrados

Esta obra foi elaborada visando a esclarecer o leitor sobre assuntos da harmonia popular, desde substituição de acordes até análises harmônicas de mais de 40 canções do repertório brasileiro.
357 páginas | publicado por Irmãos Vitale em 1984

Acordes Arpejos E Escalas

Neste livro, Nelson mostra ao leitor o interrelacionamento entre acordes, arpejos e escalas, com suas digitações e aplicações, trazendo definitivamente para as mãos dos músicos brasileiros informações importantes. Um livro que atende às necessidades do estudante e do profissional.
88 páginas | publicado por Irmãos Vitale

Acordes Para Contrabaixo

Segundo Ian Guest, prefacista deste método, o contrabaixista Sérgio Pereira aborda um tema muito importante que vem sendo deixado de lado - como formar acordes no contrabaixo de quatro cordas? Acompanhado de um CD, o livro apresenta uma extensa tabela de acordes em desenhos fixos e cordas soltas, além de material sobre o uso dos harmônicos, walking bass e da técnica de tapping, que proporcionam ótimos efeitos nos acompanhamentos e melodias harmonizadas.
44 páginas | publicado por Irmãos Vitale

Dicionário de acordes para piano e teclados

Uma das dificuldades dos músicos é a distribuição dos acordes de maneira funcional no teclado, a fim de se obter um som eficaz e preencher os vazios que as notas longas da melodia possam causar. Com o objetivo de amenizar essa questão, Luciano Alves escreveu o seu 'Dicionário de Acordes para Piano e Teclados', onde são apresentadas soluções de acompanhamento e uma completa lista de acordes adequados para piano e teclados eletrônicos, dispostos tanto em partitura como em gráficos para melhor visualização.
188 páginas | publicado por Irmãos Vitale em 1996

Dicionário de Acordes com Cordas Soltas

Sem descrição
219 páginas | publicado por Irmãos Vitale em 2000

Primeiros Acordes Ao Violão

Elaborado pelo professor Othon Gomes, este método prático de violão visa, primeiramente, organizar o estudo das cifras, de maneira a solucionar o problema das várias nomenclaturas que este sistema oferece, estabelecendo um padrão a ser usado. Nas páginas finais são incluídas algumas considerações sobre ritmo e compasso, formação dos tons, intervalos e formação de acordes.
74 páginas | publicado por Irmãos Vitale

Harmonia prática da bossa-nova

Carlos Lyra, um dos papas da bossa-nova, expõe todo o seu conhecimento em seu mais recente trabalho, o método 'Harmonia prática da bossa-nova'. A obra apresenta ensinamentos na parte teórica (acidentes, enarmonia, tônica e fundamental, modo e escala) e na parte da prática rítmica (valsa, samba-canção, toada, samba bossa-nova), tudo ilustrado num CD que acompanha o método e inclui 17 das famosas composições do autor, interpretadas pelo próprio Carlos Lyra e seu violão, entre elas; Canção que morre no ar, Coisa mais linda, Feio não é bonito, Influência do jazz, Lobo bobo, Minha namorada, Primavera, Samba do carioca, Saudade fez um samba e Se é tarde me perdoa.
115 páginas | publicado por Irmãos Vitale em 1999

Principios de Harmonia Funcional

A harmonia lecionada tradicionalmente é a descrição do acontecimento musical contido no período entre o barroco e o romantismo anterior ao expressionismo. A harmonia funcional é esse mesmo acontecimento musical estudado, interpretado e compreendido em todo o seu significado. Se alguém, usando a terminologia tradicional, refere-se a acordes sobre o I, IV ou V graus, sabe que esses números indicam apenas a posição que esses sons ocupam na ordem numérica ascendente dos sons da escala. Na harmonia funcional, porém, os acordes de Tônica - T -, Subdominantes - S - e Dominante - D - implicam um conceito, contêm um significado estético determinado. A Dominante é um foco de grandes tensões harmônicas, ao passo que a tônica é o afrouxamento dessa tensões, é estabilidade (repouso, ponto de partida). A Subdominate expressa certa instabilidade, indica movimento. A conseqüência disso tudo é evidente para a análise. O musicista que tem conhecimento de harmonia funcional já possui um importante auxiliar para guiá-lo na compreensão, na interpretação de uma obra musical. No momento em que ele classifica o acorde já lhe está atribuindo significado estético.
104 páginas | publicado por Annablume em 2007

Escalas Para Improvisação

O método contém escalas que vão desde as mais conhecidas (maior e menor), passando pelos modos gregos e escalas exóticas (pentatônicas, blues, beebop etc). Além disso, oferece um panorama completo da melhor utilização dos acordes para cada grau da escala.
publicado por Irmãos Vitale

Acordes de Minha Alma

Sem descrição
publicado por biblioteca24horas
  1    2    3    4    5    6    7    8    9    10   Próxima »   Última página »