PDF sobre adriana brito: 1 a 4 de 4 livros digitais em Português para o Kindle da pesquisa em BuscaPDF [am]

MOTIVAÇÃO EMPRESARIAL (Portuguese Edition)

https://www.amazon.com/MOTIVA%C3%87%C3%83O-EMPRESARIAL-Portu...
RESUMOA intenção do presente estudo é destacar a importância da existência e atuação da área de Administração de Recursos Humanos na Administração dos Planos de Benefícios Sociais. Por entender ser os Benefícios Sociais uma tarefa delicada e estratégica, pois coloca a empresa e o empregado frente a frente, quando bem estruturado, atende aos objetivos do empregado como da empresa, quando isso não ocorre, prejuízos certamente surgem e podem afetar a produtividade da mão-de-obra. Atualmente, as empresas em resposta ao contexto de recessão e crise que atinge o mundo, a competitividade acirrada, a necessidade de modernização e as novas características do trabalhador moderno, visto como “Capital Intelectual”, tem enfatizado as relações humanas. Esta Monografia tem como tema central os fatores motivacionais que levam à satisfação do indivíduo no ambiente de trabalho, onde o objetivo é buscar alternativas e esclarecimentos que possibilitem um bom desempenho do colaborador para que haja um rendimento satisfatório pessoal e profissional. Classificando a Motivação como tudo aquilo que impulsiona a pessoa a agir de determinada forma ou, pelo menos, que dá origem a um comportamento específico. Esse impulso à ação pode ser provocado por um estímulo externo e pode também ser gerado internamente nos processo mentais do indivíduo. Ao perguntar-se o motivo pelo qual o indivíduo é impulsionado a agir, está se referindo sobre a questão da motivação. E a resposta relativa à motivação é dada em termos de forças ativas e impulsionadoras, ou seja, as necessidades humanas. Toda necessidade não satisfeita é motivadora de comportamento, porém quando uma necessidade não é satisfeita em um período razoável de tempo, ela passa a ser motivo de frustração. O nível de insatisfação, hoje nas empresas, chegou ao ponto em que dois em cada três talentos pensam em mudar de emprego. Percebe-se também que por conta dessa insatisfação vários profissionais talentosos saem da empresa e, posteriormente, são contratados pela mesma para prestarem serviços de consultoria, fato que reforça o valor da sua competência. É um problema imediato para milhares de pessoas e uma bomba- relógio para as empresas. O presente trabalho pretende demonstrar que as empresas deverão estar aptas a avaliarem estrategicamente quais as ações que devem ser tomadas para que seus talentos não passem a pertencer ao capital intelectual da sua concorrência.
Autoria: ADRIANA BRITO
Data de publicação: 06/11/2013
Detalhes sobre o livro digital: Kindle Edition, 72 páginas

Pizza de Verso e Prosa (Portuguese Edition)

https://www.amazon.com/Pizza-Verso-Portuguese-Ximmam-Rayadj-...
Pizza de Verso e Prosa é uma obra de Ximmam Rayadj, reconhecido por suas máximas inseridas em contextos diversos, como no premiado conto Garçom Filósofo. GARÇOM FILÓSOFO No paradisíaco litoral de Alagoas, debaixo de um coqueiral extenso, havia uma palhoça que, aos domingos de sol forte, enchia de banhistas. Era o bar do seu Manoel, que de mané não tinha nada. Fiado ele cortava a estranhos e àqueles fregueses assíduos só vendia para pagar depois por motivo de consideração, e dos bônus que ao longo dos tempos acumularam. Mas o que chamava mesmo a atenção do bar do seu Manoel não era o tira-gosto quentinho assado na brasa nem a cerveja geladinha, tirada da freezer vertical. Geralmente, o freguês costumava dar o ar da sua graça por lá com o fino propósito de ler as frases do garçom Lulinha, carinhosamente apelidado de o garçom filósofo. No papelzinho da conta, o senhor das letras deixava para cada cliente uma mensagem especial, gostasse ou não da profundidade das palavras. Ao pessoal que ali frequentava reparando a vida dos outros, dizendo que um é magro, outro é gordo, naquele deboche danado, macaco velho em como tratar elemento dessa qualidade, o filósofo sacava a caneta do bolso da camisa branca, escrevia algo, e fazia aterrissar de bico o bilhetinho bem em cima da mesa dos preconceituosos, com uma lapada literária, tal como: “Há os que erram porque querem saber, os que erram porque não sabem o que querem e ainda os que sabem o que querem, mas mesmo assim erram”. Para a turma que bebe elogiando em excesso o serviço do bar, como quem no final vai pedir outra cerveja para pagar no dia de são nunca, Lulinha, vacinado contra freguês que ajeita a gravatinha borboleta do garçom com segundas intenções, a porrada cultural para que o sangue de velhaco não gastasse além da quantia que trouxe em sua carteira: “Quem embarca em navios de promessas se vê ancorado em ilhas da fantasia” E nas vezes que o bar ficava com cara de que seguiria noite adentro, a lua sorrindo lá do alto, seu Manoel pondo a dentadura para sorrir também, por causa dos cornos que levam chifre, mas gastam, Lulinha pelos cornos é solicitado: - Filósofo, escreve aí na cadernetinha algo que me faça esquecer a amada, porque as canções bregas não funcionaram... Doutor em resolver problemas dessa natureza, e como cada caso de corno é um caso, para aliviar o fardo dos chifres no quengo de trabalhador braçal, Lulinha tacava-lhes um torpedo popular: “Sexo não se faz por favor? sexo se faz por amor” Mas se visse que o camarada era um corno culto, abria mão daquela máxima e enviava uma outra, altamente filosofada: “Amigo, não somos nada e concomitantemente somos tudo; porque se, para uns, inexistimos, sem nós, outros não existiriam; se somos, para uns, apenas uns a mais no mundo, para outros, em seu mundo, somos os únicos a existir” A sua prática de colocar no bloco de anotações máximas e frases feitas de improviso, a todos, impressionava pela originalidade. Muitos gaiatos, para desmascará-lo, espichavam os olhos até o limite da visão apenas para terem certeza absoluta de que Lulinha não ia penetrar na cozinha, de pontinhas de pés, apto a uma ação maquiavélica de copiar tudo de algum livro de grandes mestres pensadores, escondido entre a comida do armário… mas, nada de truques, tudo saía mesmo do crânio privilegiado desse doutor honóris-causa. Um prato cheio para a imprensa escrita e televisada E volta e meia aparecia repórter de todos os cantos, um brigando com o outro, naquele empurra-empurra de microfone e câmera de televisão, tudo para agendar entrevistas furo-de-reportagem com o mago da bandeja iluminada. ...a coisa foi indo, foi indo, e sua fama chegou até em Portugal
Autoria: Ximmam Rayadj
Publicado por: FBA Books | Data de publicação: 02/05/2016
Detalhes sobre o livro digital: Kindle Edition, 72 páginas

Casal e família: transmissão, conflito e violência (Portuguese Edition)

https://www.amazon.com/Casal-fam%C3%ADlia-transmiss%C3%A3o-v...
Nos trabalhos publicados em Casal e família: transmissão, conflito e violên¬cia, o leitor terá acesso a um debate atualizado sobre a pesquisa teórico-clí¬nica que vem sendo desenvolvida em nosso país na área de família e casal, englobando diferentes temas e diversas metodologias de pesquisa e fazendo desta coletânea uma referência impor¬tante para aqueles que se interessam pelo estudo das relações conjugais e familiares na contemporaneidade.

A Pronúncia do Inglês Americano - com todas as 1.000 regras da fonologia inglesa (Portuguese Edition)

https://www.amazon.com/Pron%C3%BAncia-Ingl%C3%AAs-Americano-...
Você já imaginou um livro contendo todas as REGRAS DA PRONÚNCIA DO INGLÊS para você nunca mais precisar recorrer ao Dicionário? Pois saiba que esse livro já existe, e foi, recentemente, lançado, com exclusividade, para 13 países através do site Amazon.com. Adaptado ao inglês falado nos Estados Unidos, com fonética norte-americana ( APA ), o e-book de 250 páginas superilustradas funciona perfeitamente como um autêntico Dicionário Fonológico da Língua Inglesa porque fornece todos os fonemas rigorosamente organizados em ordem alfabética. Agora ninguém mais vai precisar enxugar gelo, tentando botar na cabeça os sons de 1 milhão de vocábulos ingleses, indo e vindo ao dicionário comum a fim de saber como se fala palavra a palavra. Se for aluno de inglês, faça como seus colegas do Brasil inteiro que já possuem a obra, mas tem um porém: nada de fazer pegadinha com o professor; pois se ele não tiver este livro, certamente, pode cometer o equívoco de não saber pronunciar certo palavras no nível de SQUASH, INDICT, ANABASIS, GENRE, ARTHRITIS, TRACHEAE, CONTIGUITY, EXTEMPORANEITY, SCHISTOSOMIASIS e SOBRIETY. Veja que maravilha: As pessoas que já compraram este livro com todas as regras de fonemas ingleses sabem na ponta da língua pronunciar as palavras que citamos, e que, muitas delas, se originam do latim, e são 75% do dicionário. Observe, 750 mil palavras cujos significados vêm de graça, por causa das grafias idênticas às do Português...Quem não traduz POLICE, TRACHEA, LEOPARD, CADET, ORION, BOVINE, EXIGUITY e HOMOGENEITY ?, Mas tente pronunciá-las para ver se você consegue sem as REGRAS da Fonologia Inglesa... Não consegue, esse é o diferencial... Quanto às palavras lá de cima, veja como é fácil o som delas por meio das REGRAS: SQUASH som da letra S ( moleza ), som do grupo QUA ( kuó ) como quality, squat e squadron ( moleza ), som do SH ( moleza ) Vamos à outra: INDICT vogal I no sistema AEIOU + 2 CONSOANTES ( N, T ) som i médio ( moleza ) agora o outro I que deveria ter o som i também, por essa palavra ser exceção, chamo-la de ai de pai e o C é silente, exceção da letra C. NOTA: O arquivo mental para as regras comporta as suas exceções, que passam a ser extensões das regras, por isso não as esquecemos. GENRE soa janer. Veja como é no Webster:ˈzhän-rə, ˈzhäⁿ-; ˈzhäⁿr; ˈjän-rə. Nesta palavra há exceções de G, que deveria soar dj de Djalma e de E no sistema fonológico AEIOU + CONS 2 ( não R ) que soa é como em best e end. ARTHRITIS é mais fácil ainda: A no sistema AEIOU + R + CONS ( não R ) e soa a de calo. R do interior de SP. TH som interdental. E o grupo final ITIS soando ai-tis, fazendo a palavra ser paroxítona. Pronuncie outras 2 palavras com o grupo ITIS: bronchitis, bursitis. E aí, acertou?... Tá indo bem... ANABASIS ( e-né-be-ziz ), a terminação VOG 1 + CONS 1 indica proparoxítonos como pyramid, analysis e animal. TRACHEAE ( trei-ki-i ) no sistema AEIOU + CON 1 + VOG 2,3 a vogal A soa ei, como em facial, radium e herbaceous. CH com som de K conta 1 consoante. CONTIGUITY ( kan-ti-guíu-i-ti ) stress em U do grupo sufixal UITY, de continuity e exiguity. EXTEMPORANEITY ( iks-tem-por-e-ní-i-ti ) stress em E ( som i forte ) no grupo EITY como em spontaneity e deity. SCHISTOSOMIASIS ( chis-te-se-mai-e-ziz ) stress em I do grupo proparoxítono IASIS de psoriasis e myiasis e SOBRIETY ( sou-brai-e-ti ) stress em I do grupo IET, de diet, anxiety e society Não perca mais tempo, não espere para o seu professor de inglês recomendar esta obra, compre o livro, pratique as 1.000 regras e dê um show de inglês em sua sala de aula. Visite todo dia a página do livro no Facebook para orientações e Testes. A Pronúncia do Inglês Americano E coloque o nome do livro no Google para assistir aos 70 vídeos maravilhosos que, somados, já resultaram em meio milhão de visualizações no Youtube.
Publicado por: FBA books | Data de publicação: 22/03/2015
Detalhes sobre o livro digital: Kindle Edition, 195 páginas
[1]
© 2017 BuscaPDF.com.br - Todos os direitos reservados