PDF sobre alice vieira: 1 a 10 de 851 arquivos da pesquisa em BuscaPDF [gl]

A Arca do Tesouro

books.google.com.br/books?id=UuNO1T1JaYIC&dq=alice+vi...
Alice Vieira (texto) Eurico Carrapatoso (música) Cesário Costa (direcção musical) João Fazenda (ilustrações) Luís Miguel Cintra (narração) «A Orquestra Metropolitana de Lisboa encomendou a Alice Vieira um pequeno conto para Eurico Carrapatoso musicar. Alice Vieira escreveu A Arca do Tesouro, um texto sóbrio e sábio, que se insurge contra esta coisa dos «relógios a mandar em toda a gente». E o compositor Carrapatoso foi capaz de fazer uma música simples, bela e comunicativa para a história de Maria e da sua caixa azul, uma caixa que «não serve para nada». Mas há-de servir... (...) A composição nunca se impõe ao conto: segue-o antes com atenção e vem um pouco mais à tona em breves momentos, suficientes para soltar a emoção de um texto tão escorreito e bem escrito.» Pedro Boléo, Público
Autoria: Alice Vieira
Publicado por Leya em 28/10/2013

Águas de Verão

books.google.com.br/books?id=KgQK4GNwjtQC&dq=alice+vi...
Águas de Verão é uma curta viagem ao passado. A narradora recorda a sua infância e a vida no seio de uma família muito tradicionalista, formal.Um dos romances mais poéticos de Alice Vieira, esta narrativa mostra como as ideias de respeito e de bom comportamento podem inquinar a alegria de viver, se impostas de forma rígida e como simples convenções.Apesar disso, os vários irmãos desta família problemática acabam por descobrir o sabor da alegria e o prazer do divertimento na personagem de um saxofonista bem-humorado com quem travam conhecimento num hotel de termas.
Publicado por Leya em 27/02/2012

A Lua Não Está à Venda

books.google.com.br/books?id=9Ejcvgr0bz8C&dq=alice+vi...
Dona Estrela (uma viúva) é proprietária do café Lua Cheia, ponto de reunião e convívio de diversas «figuras» das redondezas.Beatriz é professora. A sua história entrelaça-se com as histórias e sonhos de pessoas vulgares (adultos e jovens) que vivem no mesmo bairro lisboeta.Um livro sobre a solidão, mas também sobre a boa vizinhança e o único modo como as pessoas vulgares conseguem sobreviver: com a cabeça cheia de sonhos e projectos.
Autoria: Alice Vieira
Publicado por Leya em 05/02/2014

Caderno de Agosto

books.google.com.br/books?id=AbAAq5MYjikC&dq=alice+vi...
Glória, uma adolescente, fala-nos da sua família e dos seus problemas. O pai, um conhecido psiquiatra, divorciou-se da mãe e casou-se com uma mulher muito mais nova e bastante snob.A mãe, Luísa, é uma professora de História que está há muito tempo a escrever uma tese de mestrado sobre D. Maria II e é incapaz de a acabar.Ao mesmo tempo, um amigo editor pede-lhe que escreva um romance de amor, coisa que ela faz, parando sempre que ela própria se apaixona. Glória inclui no seu Caderno de Agosto o romance de amor da mãe (que afinal não será de amor...).Caderno de Agosto é um romance para jovens (a partir dos 13 anos) notavelmente escrito, que, uma vez começado, não se consegue poisar.Embora o livro esteja cheio de humor e diálogos divertidos, é também um retrato dos estilos de vida da pequena e média burguesias de Lisboa nos anos 90.
Publicado por Leya em 27/02/2012

Viagem à Roda do Meu Nome

books.google.com.br/books?id=IvRjh26zSEAC&dq=alice+vi...
Abílio detesta o seu nome e decide mudá-lo para Luís. A mudança de nome tem valor simbólico, mostra o instante em que Abílio entra em processo de crise, na busca de ser ele mesmo, diferente daquilo que dele queriam fazer.Uma viagem à terra dos seus antepassados reconcilia-o com a sua história e o seu nome.Este romance realista, de personagens bem delineadas, retrata a vida quotidiana e o mundo interior de um rapaz, utilizando a primeira pessoa em dois tempos de enunciação, e aborda com optimismo o complexo tema da identidade.
Publicado por Leya em 27/02/2012

Bica Escaldada

books.google.com.br/books?id=d9WT8Ps4OXgC&dq=alice+vi...
«A minha infância foi uma velha máquina de escrever, onde tentei juntar letras, fazer palavras, e que bonito era aquele som!», escreveu algures Alice Vieira. Em Bica Escaldada, um conjunto de crónicas publicadas no Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Tempo Livre e Activa, sentimos que a infância de Alice foi algo mais que uma simples maquina de escrever. Foi vivida com uma doçura muito própria, escondida, por vezes, em rituais familiares severos e marcantes. Foi vivida, também, com magia e, mesmo nos momentos mais dramáticos, como a morte, não falta o gesto reconfortante e inspirador. Foi uma infância muito especial, povoada de personagens incríveis, que facilmente se apercebe ter sido o véu inspirador da nossa maior escritora infanto-juvenil. São crónicas breves que, por outro lado, nos fazem recordar um tempo onde a infância e a juventude tinham, de facto, um outro sabor.
Publicado por Leya em 27/02/2012

Às Dez a Porta Fecha

books.google.com.br/books?id=SFbmD2y81HkC&dq=alice+vi...
Às Dez a Porta Fecha é um peculiar romance juvenil, pois quase não encontramos personagens jovens. O livro trata da vida de velhos num lar de pessoas idosas. Conta-nos as histórias dos sonhos, desgostos e dores de homens e mulheres velhos que travam uma luta interior contra a rotina e o esquecimento das suas famílias. Mas é também um texto comovente e divertido com final feliz, visto que um dos velhos casa com uma companheira, sai do lar, e juntos descobrem o amor e constroem uma vida nova.
Publicado por Leya em 23/03/2012

Se Perguntarem por Mim, Digam que Voei

books.google.com.br/books?id=HiFCFr10CV4C&dq=alice+vi...
Se Perguntarem Por Mim Digam que Voei é talvez o livro em que a autora mais se distancia dos modelos narrativos a que o romance juvenil nos habituou.Das vidas das várias mulheres que constituem o núcleo das personagens principais, retém-se sobretudo o fim da adolescência e a idade adulta.Ao longo de sucessivas gerações e de cerca de quatro décadas, acompanha-se as ligações entre duas casas de província que servem de cenário à quase totalidade da acção.Trata-se de uma narrativa de alguma complexidade, tendo por base uma sucessão de nomes femininos cuja perfeita articulação só se torna perceptível já em fase avançada do relato. É um teatro de amores e desamores, de submissões e fugas, de frustrações, ressentimentos e preconceitos. Para algumas personagens, escapar à atmosfera sufocante desse mundo provinciano e fechado é tarefa impossível. O sonho, por vezes a morte, são as únicas saídas.
Publicado por Leya em 27/02/2012

Úrsula a Maior

books.google.com.br/books?id=PKB7ZA8bHjYC&dq=alice+vi...
"Maria João, de 14 anos, é filha de pais divorciados (o pai é um homem de esquerda, da classe média; a mãe vive para os seus sonhos domésticos e um pouco distante da realidade).O livro mostra a sua relação com os seus amigos da escola e o modo como ela constrói o seu próprio eu, observando criticamente as regras e valores dos pais.Maria João ajuda também a construir a personalidade de outra rapariga: Xuxu.Esta, filha de um aristocrata amigo da mãe, tem de percorrer um longo caminho para ganhar o direito ao seu próprio nome: Úrsula."
Publicado por Leya em 27/02/2012

Histórias da Bíblia Para Ler e Pensar

books.google.com.br/books?id=2LEQ8f4HFL4C&dq=alice+vi...
"Em Histórias da Bíblia Para Ler e Pensar, poderás conhecer histórias do Antigo Testamento que o tempo trouxe de longe e que Alice Vieira escolheu e... escreveu! Poderás ler "A história de Rute", "David e Golias", "Salomão, o Sábio", "A História de Ester", "Daniel na Cova dos Leões" e "Jonas e a Baleia". Diverte-te a descobrir a sabedoria que cada história tem para te dar!"
Publicado por Leya em 15/10/2012
[1] 2345Mais
© 2015 BuscaPDF.com.br - Todos os direitos reservados