em Portuguêsem outros idiomas

3. Simpósio Internacional

Sem descrição
383 páginas | publicado por EDIPUCRS em 2000-01-01

Petróleo no Brasil: Três ensaios sobre a Petrobras

O objetivo deste livro é demonstrar como os debates sobre o petróleo estavam ligados a política, a economia, a educação e a cultura em geral.
126 páginas | publicado por Editora E-papers em 2004

Livros para conhecer o Brasil

Description and contents notes for fifty two books essential for understanding Brazilian history and civilization.
94 páginas | publicado por Thesaurus Editora em 2007

Geografia do Brasil

Este livro de Geografia do Brasil para o segundo grau faz parte de um projeto, da Universidade de Sao Paulo, de valorizacao da qualidade de ensino medio no Brasil. Assim sendo, este trabalho foi, desde o inicio, pensado e desenvolvido por uma equipe de professores do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciencias Humanas da USP, com o objetivo basico de produzir um livro-texto, de conteudo renovado, que pudesse levar aos professores e alunos do segundo grau aquilo que se tem de mais atualizado no ambito dessa disciplina e que nao se caracterizasse como mais um simples livro didatico. Apesar da necessaria simplificacao da linguagem, em funcao dos fins a que se destina, esta obra apresenta um conteudo geografico que devera redirecionar o ensino da geografia no segundo grau. Nao se teve a preocupacao de abranger todos os temas que, tradicionalmente, constam do conteudo dos livros didaticos, mas de dar enfase a determinados assuntos, os quais mereceram uma atualizacao mais cuidadosa, constituindo um conjunto de dados analitico-descritivos de natureza interpretativa e nao somente de simples momorizacao. Assim sendo, os conteudos basicos abordados envolvem temas da geografia da natureza e da sociedade, procurando-se tratar cada assunto dentro de uma perspectiva global e da geografia do Brasil. Desse modo, relevo, clima, vegetacao, aspectos ambientais, geopolitica internacional, urbanizacao, industrializacao agraria e aspectos da demografia foram tratados de forma integrada as questoes brasileiras.
546 páginas | publicado por EdUSP em 1996

ENTRE O AMBIENTE E AS CIENCIAS HUMANAS

Esta relevante obra é fruto dos últimos seis anos de estudos e pesquisas científicas dos autores. Trata-se de um meticuloso apanhado das pesquisas mais significativas desse período, reunindo artigos cuidadosamente escolhidos, trabalhados em parceria pelos dois autores e artigos individuais de cada um deles, sob uma abordagem crítica e contextualizada dos objetos estudados. Os autores investigam as principais temáticas ambientais da atualidade, como as Alterações Climáticas, a Amazônia brasileira, o Cerrado, recursos hídricos, transgenia, urbanização/ industrialização, espaço urbano e agrário, produção de efluentes domésticos e industriais, degradação socioambiental dos recursos naturais, dentre outros importantes assuntos. Portanto, é uma obra de relevante densidade teórica, embasada em estudos sérios e meticulosos e dedicada a todos aqueles interessados na investigação e no estudo dos principais problemas que afligem a humanidade neste limiar do século XXI.
284 páginas | publicado por biblioteca24horas

O Brasil republicano

'O tempo da ditadura' - regime militar e movimentos sociais em fins do século XX é o último volume da série 'O Brasil Republicano' e analisa a época de mando dos generais até a eclosão de movimentos sociais no final do século XX.
432 páginas | publicado por Editora Record em 2003-01-01

Producao Capitalista Do Espaco, a

A produção capitalista do espaço agrupa sete textos, escritos entre 1975 e 2001, de índole essencialmente metodológica, que buscam explicar os fundamentos teóricos e conceituais com que opera David Harvey em sua singular 'geografia'. As concepções marxistas do Estado, das classes sociais, da acumulação, da urbanização e da renda, entre outras, são discutidas neste volume, que também apresenta uma entrevista com o autor publicada pela New Left Review no ano de 2000.
252 páginas | publicado por Annablume em 2005

Bolívia, Brasil e a guerra do gás

A razão que conduziu a criação do gasoduto Bolívia - Brasil, pelo Tratado de La Paz, de 1996, foi a crise energética no País que apontou no início da década de 1990. A afirmação dessa grande obra foi uma forma de o Brasil procurar renovar sua matriz energética por causa do ápice da crise em 2001, o "apagão;" e, além desse ponto, ela foi a maneira de o Brasil se aproximar politicamente da Bolívia. Fato, em princípio, de grande importância para a diplomacia brasileira na América Latina, reconhece o papel que a Republica andina poderia ter no processo integrativo sob a liderança do Brasil. Na investigação, foi necessário averiguar que o impulso dessa integração física, pelo gás natural, pôde provocar problemas de segurança entre La Paz e Brasília, em virtude da instabilidade política por que passa a Bolívia em seu cotidiano histórico; por exemplo, a possível existência de grupos contestadores pela violência e de narcotráfico naquele país. Problema esse que põe em crise, além do relacionamento diplomático entre os dois Estados, o próprio projeto de renovação da matriz energética nacional. Averigua os motivos que levaram o Brasil a estimar o gasoduto Bolívia - Brasil e os resultados que essa empreitada teve é o objetivo deste trabalho.
221 páginas | publicado por Jurua Editora em 2007

Relações internacionais da América Latina

É analisada a evolução das relações internacionais na América Latina desde os anos 30 do século XX, revelando as origens e a evolução das tendências históricas que condicionaram as relações regionais até o presente.
316 páginas | publicado por IBRI em 2001

Globalização e estados transnacionais

Característico das relações dos países neste início de século é o ciclo de associações menores ou maiores, continentais e transcontinentais. Alguns Estados vão deixando de ser nacionais e plurinacionais para tornar-se transnacionais, ancorados no poder econômico e científico-tecnoloógico de que dispõem. Com isso se 'transnacionalizam' - a subcultura multiplicada pela mídia eletrônica, a miséria levada pelo êxodo das periferias, os fundamentalismos religiosos, o crime. Este estudo do cientista político Vamireh Chacon analisa esses fatos e manifesta o desejo de 'Que a nascente e crescente sociedade civil global contribua para pacificar a fundamental produção de alimentos, energia e tecnologia para o mundo, mais defesa do meio ambiente e da saúde, em vez de oporem-se povos e Estados em guerras'.
78 páginas | publicado por Senac em 2002
« Primeira página   « Anterior   1    2    3    4    5    6    7    8    9    10   Próxima »   Última página »